Células-tronco e o Transtorno do Espectro Autista | Smart Stem Plus

 

As respostas para suas dúvidas

 

Nos últimos meses muitos pais foram encorajados a coletar as células-tronco do seu bebê, graças aos resultados das pesquisas e possíveis aplicações que vamos conhecendo com o passar dos dias.

 

Tem causado especial interesse o uso de células-tronco como tratamento nos Transtornos do Espectro Autista (TEA).  Aqui queremos responder as principais perguntas que hoje os pais se fazem a esse respeito:

 

Há resultados animados nos estudos realizados para o tratamento desta doença com as Células-tronco?

Sim, no estudo realizado recentemente pela equipe científica da Universidade de Duke (Durham, North Carolina, USA), onde se utilizaram células do cordão umbilical do próprio paciente, se observou uma melhora de 70% das 25 crianças participantes. Estas melhoras estiveram relacionadas com seu comportamento, habilidades de comunicação e de socialização.  

Como funcionam as Células-tronco nos Transtornos do Espectro Autista?

Seu funcionamento acontece desde a regeneração celular. Há uma alta prevalência de fenômenos autoimunes em pessoas com TEA e em suas famílias.

Nestes momentos, é possível recomendar a terapia?

Os resultados foram muito positivos, na verdade, já se iniciou a Fase II do estudo. No entanto, atualmente não se pode considerar este tratamento como algo definitivo e recomendável para qualquer paciente. A pesquisa ainda se encontra em um estágio muito precoce para oferecer conclusões universais.

 

O que deve especificar a equipe científica deste estudo?

  • Dose exata de Células-tronco necessárias.

  • O tempo no qual devem ser administradas e o local ideal

  • Efeitos secundários.

Quanto tempo falta para que este estudo seja recomendado para toda a população? 

Um estudo clínico costuma passar por 4 Fases e até depois da terceira é quando as conclusões relativas à sua segurança e eficácia em seres humanos são mostradas às autoridades regulatórias, como por exemplo a FDA (Food and Drug Administration, nos EUA), que tem a responsabilidade de aprovar o tratamento para que possa estar disponível para toda a população. Este estudo está iniciando sua Fase II que pretende demonstrar sua segurança e durará cerca de 2 anos. Durante a segunda fase será aumentado o número de pessoas e seus resultados serão comparados com os outros tratamentos, para avaliar seus acertos e efeitos secundários. 

 

Tendo em vista os resultados destes estudos é recomendado o armazenamento das Células-tronco?

Sim, a terapia com células-tronco nos faz confiar e abrigar muitas esperanças. Tudo indica que será a grande alternativa da medicina celular e regenerativa, em especial para tratar doenças que até hoje pareceram incuráveis.

 

Sobre nós: 

A Smart Stem Plus ajuda a proteger nossos filhos de qualquer futura doença que possa ser tratada com as células-tronco presentes no sangue do cordão umbilical. É uma apólice de seguro internacional cuja proteção começa onde os seguros convencionais de saúde terminam. 

 

A Smart Stem Plus também garante a outros membros da família direta, incluindo pais e irmãos, a possibilidade de usar este recurso médico a qualquer momento, em qualquer parte do mundo, com todos os gastos cobertos.

 

Deseja saber mais sobre a Smart Stem Plus? Clique aqui

Fuente: Carlos E. Orellana Ayala, "Células madre y autismo: Una intervención peligrosa a día de hoy", en Autismo Diario, 14 noviembre, 2017, https://autismodiario.org/2017/11/14/celulas-madre-autismo-una-intervencion-peligrosa-dia-hoy/.